pes descalços casa.jpeg

LABORATÓRIO DE MOVIMENTO MINDFUL

NINA LAB - LABORATÓRIO DE MOVIMENTO MINDFUL

O QUE É?

Laboratório de Movimento Mindful é uma prática de meditação em movimento em que os participantes são guiados por períodos de movimento e dança acompanhados de música.

Esta prática é um laboratório de exploração onde trazemos a atenção aos nossos corpos, notando o que está presente. Experienciamos plenamente cada momento enquanto nos movemos, respiramos e dançamos.


Durante a prática são exploradas diferentes formas de mover e responder ao que está a acontecer. Aprendemos a reconhecer os nossos padrões e hábitos o que nos dá um conhecimento e consciência mais profundo de quem somos. Ao incorporar diferentes estruturas e respostas ao nosso movimento, estamos a construir recursos para nos movermos pela vida com mais facilidade, fluidez e resiliência.

BENEFÍCIOS:

Melhora a saúde física e mental, melhora o bem-estar emocional.

Permite construir recursos para nos movermos pela vida com mais facilidade, fluidez e resiliência.

Permite também aumentar a conexão connosco próprios, com os outros e com o mundo ao nosso redor.

 

MEDITAÇÃO EM MOVIMENTO
A meditação em movimento permite-nos conectar mente, corpo e coração. Ao observarmos a respiração, sensações corporais, pensamentos e emoções no momento presente, enquanto fazemos um movimento, quer ele seja, caminhar, espreguiçar ou dançar, estamos a libertar tensões e a criar espaço interior para que a meditação aconteça. Relaxar o corpo, conectar com o nosso ser e abrir com curiosidade para novas perspetivas.

 

Dicas para uma experiencia plena do Laboratório de Movimento Mindful:

Não existe certo ou errado.

Não existem passos ou coreografias a seguir. Movimentas-te tanto quanto podes ou desejas. Se não tiveres certeza do que fazer podes observar o que os outros estão a fazer e copiar um movimento que te chame a atenção. A maneira certa de te moveres é a maneira em que desejas mover-te durante esse laboratório.


Presta atenção à tua respiração

Usa a tua respiração como uma âncora. Ao levarmos a nossa atenção para a inspiração e expiração, estamos a meditar. Cada respiração mantém-nos firmemente enraizados no presente e é o impulso para o nosso próximo movimento. Desta forma, mas facilmente saímos da resistência e das histórias que nos mantêm presos ao passado ou projetamos para o futuro.


Fica, não desistas

Como acontece com qualquer prática de meditação, podem acontecer distrações.

Quando perceberes que te distraíste, traz de volta a atenção ao teu corpo e inclui isso no teu movimento. Todos nós sentimos fadiga, tédio, timidez, frustração ou desconforto. Mesmo que só consigas mexer um dedo ou acenar com a cabeça ao som da batida, fica atento ao que acontece, na maioria das vezes algo muda.


A música

A música é usada para inspirar o movimento. As playlists têm todo o tipo de música. Algumas vais gostar mais que outras e a maneira como respondes a isso pode trazer matéria prima para o movimento. Por exemplo: se não gostas de determinada música, experimenta fazer um dança que expresse isso mesmo, e nota o que acontece.


Encontra o teu próprio ritmo

Não importa o que todos os outros estão a fazer, ouve o teu próprio corpo. Podes estar relaxado e fluído como as ondas do mar enquanto todos os outros parecem pular e saltar freneticamente. Todos os corpos movem-se ao seu próprio ritmo, descobre o teu.


Diverte-te

E por último, mas não o menos importante, dá prioridade ao prazer, à alegria e diverte-te!